A NOSSA HISTÓRIA. PROPORCIONAR DESCANSO AO VIAJANTE CANSADO.

Em 2012, Andrew e Kim Hall, descendentes de quarta geração do pioneiro agrícola HL Hall e sua esposa Grace, começaram a restaurar a propriedade familiar centenária. Aqui puderam realizar seu sonho de preservar a herança da família e dar continuidade ao legado de Grace Hall de “proporcionar descanso ao viajante cansado” em sua casa, muito antes de Nelspruit surgir como cidade.

Enraizada no coração do lowveld, a propriedade está localizada na conhecida propriedade agrícola de HL Hall & Sons, na vila que foi em tempos ocupada pela primeira geração da família Hall e por funcionários da propriedade. O nome Torburnlea Homestead foi atribuído por Grace Hall em 1923 como uma lembrança do campo na Escócia onde ela passou sua infância. Repleta de história, a Torburnlea Homestead já foi anfitriã do eminente presidente Jan Smuts, Sir Percy Fitzpatrick, autor do clássico livro infantil "Jock of the Bushveld" e Harry Wolhuter, um dos primeiros guardas-florestais do Parque Kruger, que sobreviveu a um ataque de leão enquanto patrulhava a reserva a cavalo.

Entre na propriedade e você constatará o que Kim e Andrew alcançaram no decurso do processo de restauração. Os quartos foram decorados individualmente, com atenção aos detalhes e conforto. O sotão que anteriormente albergava a escola da propriedade e a igreja aos domingos foi transformado em dois luxuosos quartos de hóspedes.

Com especial cuidado relativamente à sustentabilidade ambiental, a Kim e o Andrew instalaram equipamentos de água e energia eficientes e usam materiais reciclados e de origem local sempre que possível. O resultado é um espaço elegante e convidativo que não vai querer abandonar. A Torburnlea Homestead é membro da “Iniciativa Compre Localmente no Lowveld”, dedicada a apoiar empresas locais, com foco nas pessoas, suas famílias e na criação de empregos na região de Lowveld.

   

O NOSSO COMPROMISSO. Cuidar da terra e de seu povo.

Em Torburnlea, “descanso para o viajante cansado” é uma experiência com significado no contexto de um produto único; cuidar dos nossos hóspedes e do seu conforto é o cerne do nosso serviço. Acreditamos que é nossa responsabilidade cuidar da Terra e da sua população por meio do serviço e da sustentabilidade do ambiente natural.

   

OUÇA A NOSSA HISTÓRIA. Conheça a nossa equipa.

  • Sizwe

    O Sizwe mora em Pienaar, nos arredores de Mbombela, com a sua esposa e um bebé de 2 anos. O seu pai, Hendri, trabalhava com a família Hall há mais de 30 anos e, depois de ter ajudado o seu pai a construir uma parede em Torburnlea, o seu papel estendeu-se e ele ficou. Antes de trabalhar em Torburnlea, apenas reparava carros.As funções de Sizwe em Torburnlea incluem jardinagem, plantar árvores e a sua tarefa favorita – cuidar da nova família de galinhas. Durante a sua permanência em Torburnlea, ele tem vindo a desenvolver muitas capacidades, incluindo como trabalhar numa cozinha e servir à mesa. Ele diz que o mais importante foi ter aprendido a tratar bem e a respeitar as pessoas.Sizwe sente que a indústria do turismo é importante para criar empregos e espera que, com suas novas capacidades (incluindo a carta de condução), um dia possa começar o seu próprio pequeno negócio, criando galinhas ou cultivando plantas. Para além do trabalho, ele gosta de jogar futebol e consertar carros, tendo o sonho de um dia conseguir habilitações para trabalhar como mecânico.
  • Stanford Phiri

    O Stanford nasceu e foi criado no Malawi, onde inicialmente trabalhou em diferentes empregos, incluindo como jardineiro e capataz numa fábrica de produção de borracha, antes de se matricular numa escola de catering. Começou a trabalhar numa casa de família como chef antes da mesma se mudarem para o Reino Unido. Mudou para a África do Sul, onde trabalhou no Mount Grace Hotel em Magaliesburg. Logo que o seu tempo por lá terminou, foi para o Zimbábue e depois voltou ao Malawi por 15 anos, ajudando a abrir uma nova casa de hóspedes. Durante uma visita ao seu filho em 2011, que trabalhava no Kruger Lowveld, na África do Sul, para amigos de Kim e Andrew, o Stanford conheceu os Halls que estavam prestes a abrir Torburnlea e procuravam um chefe de cozinha. Eles ofereceram-lhe emprego e ele mudou sua vida para a África do Sul, pela segunda vez. O Stanford gosta de ler e continua a aprender sozinho, para além das diferentes habilidades culinárias que foi adquirindo em todos os empregos em que esteve. Gosta de ser exposto a novas pessoas e diferentes ideias na indústria da hotelaria e acolher pessoas traz-lhe a maior alegria. Gosta de trabalhar em equipa e da dinâmica que a acompanha, bem como de partilhar conhecimento com os outros membros da equipa.Fora do trabalho, o Stanford cultiva os seus próprios vegetais num terreno no Malawi, que depois vende. Acredita que os produtos que utiliza devem ser frescos, orgânicos e produzidos localmente e gosta de plantar e trabalhar com diferentes tipos de produtos como o Marog (espinafre africano).
  • Annie Phiri

    Annie, a esposa de Standord, também nasceu e foi criada no Malawi. Depois da escola, ela abriu um pequeno negócio de catering antes de ser convidada a se juntar a uma família no Malawi como empregada doméstica, onde trabalhou por muitos anos antes de se mudarem para a Austrália. Tendo conhecido os Halls durante uma visita a Stanford na África do Sul, a Kim ofereceu emprego a Annie para que o casal pudesse estar junto. As funções de Annie em Torburnlea incluem limpeza e lavandaria.Ela gosta de trabalhar para os Halls e de trabalhar proximamente com as pessoas que integram a equipa. Também gosta muito de Lucy, a pequena cadelinha da casa, que dorme com ela e Stanford quando Kim e Andrew estão fora.
  • George Mazibuko

    O George viveu em Moçambique até 1984, altura em que o seu pai morreu e a sua família se mudou para a África do Sul, onde vivia um tio. A sua família agora mora em Bushbuckridge e ele mora em Kanyamazane com esposa e três filhos. Enquanto trabalhava nos campos desportivos do Penryn College, ajudou o seu amigo Hendri a construir canteiros para Kim em Torburnlea e acabou ficando. As funções de George em Torburnlea agora incluem manter a bela varanda impecável, cuidar do jardim, gerir as bebidas do serviço self-service, as comodidades do quarto, as lâmpadas a óleo e o seu trabalho favorito - cuidar de Lucy. Também acompanhava Lucy regularmente aos serviços de apoio à velhice no condomínio residencial para passar um tempo com os hóspedes, que esperamos recomecem após a paragem ditada por força do COVID. O George acredita que o turismo é importante para a África do Sul porque traz dinheiro para o país para habitação, alimentação e educação. Sente que Torburnlea é especial por causa de seus belos jardins e que os quartos são sempre arrumados na perfeição.No seu tempo livre, ele gosta de jogar futebol, fazer caminhadas matinais, assistir a jogos de críquete e cuidar do jardim. Espera um dia aprender a conduzir.
  • Petunia Mthethwa

    A Petunia mora em Kanyamazane com a mãe e o filho. Há muitos anos, trabalhou com Kim na sua clínica de fisioterapia, antes de começar a trabalhar para uma pessoa de idade num condomínio próximo.As suas funções em Torburnlea incluem a de governanta, responsável pelo check-in (certificando-se de que esteja tudo perfeito antes do check-in dos hóspedes e dando-lhes as boas-vindas) e ajuda a Annie na lavandaria. A Petunia aprendeu muito enquanto trabalhava em Torburnlea e espera ter mais funções no futuro, em particular o trabalho administrativo. Ela gosta de conhecer novas pessoas que visitam Torburnlea e os eventos da Mesa Partilhada são um ponto alto para ela, já que adora comida e culinária.A Petunia acredita que os hóspedes gostam de Torburnlea porque é um lugar tranquilo com os seus belos jardins, os hóspedes são sempre recebidos calorosamente e a comida é maravilhosa.
  • Siphiwe Shekwa

    Siphiwe é de Zwelisha, próximo de Mbembela e é mãe e avó. Está com a família Hall há mais de 21 anos, quando começou a trabalhar para a mãe de Kim, Helen.As suas funções em Torburnlea incluem tarefas domésticas, lavandaria, verificações de quartos e limpeza da prataria.A Siphiwe gosta de ser empregada doméstica numa casa de hóspedes porque conhece muitas pessoas diferentes e entende a importância de trazer rendimento para a sua comunidade. Ela gosta de deixar os quartos e a casa perfeitos e adora ver o quanto os convidados gostam da casa.Na sua casa, cultiva os seus próprios vegetais, tem galinhas e está envolvida com a comunidade. Gosta de costurar, mas enquanto não tem máquina de costura, ocupa-se com croché.